Google+ Followers

quarta-feira, 4 de maio de 2011

LEVANTA E ANDA





Não tenho ouro nem prata

mas trago a ternura

desta palavra- espada:

Levanta!



Soube que vivias

entre os pórticos e as calçadas

como um apátrida

e que no Templo

nada mais sonhavas:


anda!


Ainda hoje

teus sonhos estarão inscritos

em letras grandes

nas telas do universo

onde também estarão

grafados para tua memória

estes versos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário